Ultrapassar a solidão (pela terra, pelo ar, pelo mar)

O que podemos fazer quando parece que estamos sozinhos a atravessar um deserto?

Vamos descobrir a História de uma ilha pequena no meio do Atlântico, com pouco mais de 11kms de comprimento e 6 kms de largura, a ilha do Porto Santo na Madeira!

Dos maiores problemas para uma ilha é o seu isolamento. Sem ligações bem estabelecidas, pode ficar sem ajudas, oportunidades e recursos.

Também nós sofremos das dificuldades do isolamento. Todos nós por vezes lutamos com a solidão. Quando estamos isolados dos outros, como uma ilha, não conseguimos subsistir porque nos falta o apoio, recursos e companhia.

Vamos ver como esta ilha ultrapassou o seu isolamento, através da terra, do ar e do mar!

Ligação pela Terra

Apesar de ser uma ilha vulcânica e árida, os habitantes subsistiam cultivando cereais, legumes e frutas, pescando e criando gado. Foram espalhados pela ilha muitos moinhos que ajudavam à moagem dos cereais e à sobrevivência. Esta ligação primordial à terra garantia alguma subsistência, ainda que muito desafiante.

O que podemos aprender da ligação à Terra?

Que ligação tenho à terra e à minha família? Ao sítio onde nasci?

Onde estão as minhas raízes? O que me ensinam e o que me inspiram?

Que recursos para a vida posso tirar daí?

Ler mais: Ultrapassar a solidão (pela terra, pelo ar, pelo mar)

Ligação pelo Mar

Mas não bastou esta ligação à terra. Em 1929 foi reforçada a ligação ao Mar, com construção de um cais que permitia carregar e descarregar embarcações com mais facilidade. Foi também feita uma estação rádio telegráfica de apoio e controlo naval, que ajudava a manter a ligação com o exterior da ilha.

Em 1974 foi estabelecida a ligação regular de barco com a Madeira – ilha com dimensão e recursos incomparáveis – e de tal forma foi importante que se mantém até aos dias de hoje, levando pessoas e mercadorias diariamente entre ilhas.

O que me traz o Mar?

Como me posso aproximar dos outros, de forma regular e transparente?

Que crenças de isolamento tenho que abandonar?

Que “cais” tenho que construir para facilitar a aproximação dos outros?

Como posso aceitar mais os outros e estabelecer mais amizades saudáveis?

Ligação pelo Ar

Mas não basta estar ligado à terra e pelo mar. Em 1959 foi estabelecida uma ligação telefónica entre Porto Santo e Madeira, aproximando a ilha do exterior e podendo comunicar mais rapidamente as suas necessidades e notícias.

Em 1960 foi inaugurado o Aeroporto do Porto Santo, abrindo uma ligação com o mundo através do ar e dos aviões que agora podiam levantar e aterrar com segurança. Isto levou a Ilha para uma dinâmica de abertura ao mundo e às oportunidades do turismo e comércio que foram profundamente transformadoras.

O que posso aprender com o Ar?

Que trabalho, projeto ou sonho me parece impossível mas gostaria de arriscar?

Que “aviões”, que meios, me podem fazer chegar lá?

E que “aeroporto” devo inaugurar dentro do meu coração, para valorizar e acolher pessoas diferentes de mim?

Que abertura ao mundo e às pessoas gostaria de ganhar?

O poeta John Donne disse que nenhum homem é uma ilha, todos somos parte de um continente.

Sempre que nos sintamos presos numa solidão que nos tira vida, lembremos que somos parte de algo maior e mais profundo.

Tal como esta Ilha lindíssima, aprendamos a fazer da nossa vida um sítio de vida abundante, com uma ligação profunda à terra que recebemos, ao mar que nos rodeia e ao ar que nos abraça.

Autor: Inesperado

Viver com Alegria, ultrapassar dificuldades, ganhar liberdade

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s