O combate do herói vilão

11 Fev

inesperado.org_os heróisQuem não gosta de um bom épico?
Uma aventura grandiosa em que os heróis combatem os vilões, para devolver a paz e harmonia ao universo? Quem não gosta de ver um herói muito herói a derrotar um vilão muito vilão? É uma maravilha! São as histórias mais fáceis de serem gostadas, especialmente porque os bons ganham sempre e acabam com a miúda mais gira do planeta.

O único probema destas lutas épicas é que a realidade não é nada assim. Não há heróis nem há vilões, ainda para mais tão arrumadinhos e penteadinhos.
Mas nós gostamos tanto dessa ideia que achamos que a vida é assim: as pessoas ou são óptimas ou são terríveis. Ou ele tem razão ou não tem. Ou escolho este lado ou aquele. Vivemos numa dicotomia, em que temos que optar lados, fazer juízos e decretar quem é o herói e quem é o vilão.

Afinal, como é possível aquela pessoa gostar de mim e tratar-me mal? Como é que ele é tão bom e depois faz aquele disparate? E como é que ela é arrogante mas depois é tão querida?

Mas olhar para as coisas de forma binária – preto ou branco – fica muito aquém da riqueza da realidade. Achamos que estamos a fazer algo notável quando julgamos os outros, quando escolhemos lados, quando criticamos outra pessoa, mas no fundo estamos na infantilidade de quem não reconhece a complexidade da realidade. É mais fácil projectar no outro a natureza maliciosa do que aceitar a sua ambivalência.
Há muitas nuances, coisas que não conhecemos e pormenores que ignoramos. A realidade da outra pessoa supera-nos sempre e não podemos ter a arrogância de achar que sabemos toda a verdade sobre as coisas.

Parece absurdo, mas não é: duas realidade aparentemente opostas podem conviver dentro da mesma pessoa. Apenas conciliando o que parecia irreconciliável é que nos aproximamos da verdade das coisas. No fundo… o herói e o vilão são a mesma pessoa!

Para perceber isso, basta trocar o “ou” pelo “e”. Basta juntar em vez de separar:
Ele é maravilhoso e também um cretino. Ela é uma querida e ao mesmo tempo consegue ser arrogante. Ele é um grande trabalhador e também um grande preguiçoso.
A verdade está escondida nos paradoxos.

Contudo, esta capacidade maravilhosa de reconhecer a complexidade não está disponível para todos. Só consegue perceber isto, quem consegue ver que dentro de si tem as duas pessoas: o herói e o vilão. Quem reconhece que dentro de si já convivem realidades aparentemente contraditórias.

Quem for capaz de tolerar essa tensão na sua cabeça e no seu coração, fica mais perto da verdade e fica mais forte. Quem percebe a ambivalência da sua vida, como consegue ser grandiosa e miserável no correr do mesmo dia, está pronto para aceitar o mesmo nos outros. Se sou generoso e egoísta, se sou bom e faço disparates, se gosto daquela pessoa e a trato mal… porque é que os outros não serão também assim?

Temos que lutar pela integração. Integração das forças contraditórias em nós e integração dos outros. Temos que excluir a exclusão.
Temos que ter uma permanente consciência das forças dentro de nós e uma profunda gratidão pelas coisas boas. O caminho passa por aprender a viver entusiasmados com a ambiguidade da vida, das situações e das pessoas.

E apenas aceitando esta ambivalência é que podemos começar o combate épico da nossa vida: O combate em que o nosso herói luta com o nosso vilão.

17 Respostas to “O combate do herói vilão”

  1. Vie 1 de Março de 2014 às 13:22 #

    Pois, é :)
    Já Fernando pessoa dizia “Eu sou muitos”

  2. Mundo Maria Mundo 26 de Fevereiro de 2014 às 14:27 #

    “Os impacientes não sabem amar. (mas talvez saibam beijar)”
    Grande verdade esta!
    Adorei mergulhar nesta reflexão!
    E sim, sem paciência, sem consistência, sem ação, o amor não pode
    acontecer porque Ele é tudo isso e muito mais.

    Obrigada por mais esta reflexão.
    Bem haja!

  3. André Fernandes 17 de Fevereiro de 2014 às 22:57 #

    Adorei o post desta semana, como gosto de todos os outros. Uma fonte de esperança e positividade para o dia-a-dia. Obrigado por partilharem esta sabedoria de viver!

  4. Bárbara 13 de Fevereiro de 2014 às 14:32 #

    Adorei a temática herói vs vilão! A última frase encaixa perfeitamente nesse contexto <3

  5. Anónimo 13 de Fevereiro de 2014 às 10:54 #

    Mto baril! Obrigada…confesso que quando leio o que por aqui se escreve fico sempre com vontade de partilhar…sinto sempre que é injusto ficar com estas “pérolas” só para mim…e por vezes partilho…sempre com as devidas referências CLARO!!!!
    Obrigada!!!!

  6. RC 12 de Fevereiro de 2014 às 18:36 #

    Inesperado, muito bom. Tens aqui mais um leitor atento aos posts de terça feira.

  7. ana carla 12 de Fevereiro de 2014 às 12:06 #

    Lindo e verdadeiro…o caminho começa em olharmos para dentro de nós :)

  8. Catarina Candeias 11 de Fevereiro de 2014 às 18:31 #

    E é por isso que quando sonhamos tantas vezes aparecem diferentes personagens que, muitas vezes não sabemos de onde vêm e porque aparecem. Cada uma delas representa uma parte nossa. Este texto está muito bom e de facto é esta a forma mais real de chegarmos à verdade. Tolerar a ambivalência e confrontarmo-nos com nós mesmos. beijinho

  9. carlalexandra 11 de Fevereiro de 2014 às 10:04 #

    Reblogged this on in my own defense.

  10. Anónimo 11 de Fevereiro de 2014 às 9:34 #

    MUITO BOM!
    Obrigada!

  11. Malik Piarali 11 de Fevereiro de 2014 às 8:41 #

    Aí está uma verdade que muitas vezes esquecemos (falo por mim, pelo menos). Gostava de vos agradecer por trazerem estes textos todas as semanas, começa a tornar-se um hábito visitar o feedly a uma certa hora só para verificar se foram publicados mais textos destes.

  12. Anónimo 11 de Fevereiro de 2014 às 1:14 #

    Este texto ajudou-me mesmo. Mas mesmo. Quero agradecer-vos por isso. Fica um sincero agradecimento e uma admiração enorme por todos estes textos profundamente inspiradores.

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s