Como a vida melhora quando começares a matar

10 Dez

O nosso dia está cheio de distracções e actividades. Os nossos olhinhos dançam entre anúncios, neons e ecrãs, e a nossa vida vive meio refém de uma agenda sobrelotada com programas imprescindíveis. Procuramos dar resposta a uma chuva de possibilidades e corremos freneticamente para cumprir compromissos.

Queremos dar vazão a uma montanha de actividades, e pelo caminho garantir que todos ficam a gostar de nós. Acontece que isto é particularmente idiota: ao querer estar em todas as actividades percebemos que não estamos inteiros em nenhuma.
Estamos no jantar da prima a pensar na estreia do filme que vamos ver, no filme estamos a pensar na despedida de solteiro, e na despedida de solteiro a pensar… bem, na despedida não pensamos em grande coisa.

Ao querer ser tudo para toda a gente, acabamos por ser nada para ninguém.

A realidade é que não conseguimos corresponder a todos os pedidos e solicitações. O tempo não estica, tal como um cobertor não estica. Se puxarmos muito de um lado, ficamos com os pezinhos de fora, deixando sempre algum lado com mais frio. O que interessa é perceber qual o lado que importa manter quente.

matador

Sendo assim, qual o nosso papel no meio de tantas ocupações e distracções?
O nosso papel é sermos matadores. Sim, o nosso papel é matar.
Matar tudo o que está a mais, sem qualquer piedade. Matar todas as actividades que não são essenciais, matar tudo o que ocupa tempo e espaço que não podemos ceder. Caso não o façamos, todas essas actividades e distracções vão invadir as poucas coisas essenciais da nossa vida que não podemos prescindir. Apenas matando o que está a mais é que conseguimos deixar viver as coisas que realmente importam.

Temos que ser irrepreensíveis na matança porque as distracções, os convites e as ninharias, nunca vão parar de chegar. E se não nos está a custar matar várias actividades interessantes, então é porque estamos a deixar ficar viva demasiada treta.

Para cada sim que damos, temos que dar 10 nãos. É difícil dizer um não, mas é a única forma de conseguir dizer um sim convincente. Não às horas perdidas a fazer coisas que não interessam a ninguém, não à energia gasta a tentar impressionar os outros, não ao tempo investido em coisas desnecessárias. Sim às ideias que valem a pena, às relações que interessam, ao trabalho que importa.

Teremos sempre a liberdade de escolher o que fazer com o nosso tempo, mas se queremos aproveitá-lo bem e investir no essencial, vamos ter que tomar uma decisão: ou matamos ou não matamos.
Podem tentar manter as aparências… mas por aqui preferimos a matança.

5 Respostas to “Como a vida melhora quando começares a matar”

  1. psychochicken 4 de Janeiro de 2014 às 2:21 #

    Escrevi na minha lista de objetivos a cumprir este ano “Matar” devido a este post. O meu pai viu a lista. O meu pai é polícia.
    Bom ano e mata muito que eu também já comecei a matar o estudo!

  2. João Delicado 10 de Dezembro de 2013 às 13:13 #

    Horror! És um serial killer!!! Hahaha.
    É isso mesmo. Da minha parte sinto-me muito atrasado nessa cadeira de “Assassínios cirúrgicos”, 2 e 3.
    Enfim, há que matar mais e melhor!

    • Filipe Claro 11 de Dezembro de 2013 às 11:18 #

      “Ao querer ser tudo para toda a gente, acabamos por ser nada para ninguém.” – Acho que há aqui um erro que pode ser explicado pela matemática – Menos por menos dá mais, logo o contrário de tudo para todos é nada para todos e não nada para ninguem.

    • Amélia Rodrigues 22 de Dezembro de 2013 às 15:05 #

      Concordo em absoluto com o aqui escrito. Infelizmente parece que na gíria quem não age assim, não é cosmopolita o suficiente. Ainda bem que nem todos estão de acordo.Às vezes não só é bom matar, como parar… :)

Trackbacks/Pingbacks

  1. Como a vida melhora quando começares a matar | ARQUITECTURASDEUNIÃO - 11 de Dezembro de 2013

    […] See on inesperado.org […]

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s