Acumulas tralha? [Vídeo]

15 Jan

 

Um vídeo sobre a tralha que acumulamos… E sim, todos acumulamos tralha desnecessária. Desde camisolas que nunca vamos usar até carregadores de telemóveis que já não existem.
Vamos descobrir formas de saber se devemos manter uma coisa ou não, e quais as vantagens de nos livrarmos da tralha que temos!

 

( Ler esta linha apenas depois de ler o vídeo. Porquê? Vê o vídeo e vais perceber. Respostas ao quiz: 1. Otava ; 2. 1143 ; 3. 1,70m)

22 Respostas to “Acumulas tralha? [Vídeo]”

  1. Bruno 18 de Dezembro de 2013 às 0:29 #

    Claude Debussy

  2. Susana 17 de Dezembro de 2013 às 13:55 #

    Sim! =) Sem dúvida. Vou partilhar. =)

  3. Josué 4 de Dezembro de 2013 às 2:00 #

    Cara, teu blog é muito maneiro! (traduzindo para o português luso: Pá, teu blogue é mt fixe!)

    Faz comentários simples, porém cheios de significado. Esse vídeo até me estimulou a me livrar de umas tralhas pra lá de desnecessárias que acumulo em meu guarda roupas.

    Forte abraço!

    • Inesperado.org 4 de Dezembro de 2013 às 15:40 #

      Ah ah.
      Obrigado Josué! Bom saber que irmãos do Brasil também seguem!
      Tudo de bom!

  4. Ana 23 de Novembro de 2013 às 1:25 #

    Bem dito :-). Na verdade a tralha exterior reflecte a tralha interior e, assim, limpar a primeira é meio caminho andado para curar a segunda. Uma boa técnica é imaginar que vamos emigrar para o outro lado do mundo. Só podemos levar connosco o que é realmente importante. Pode ser surpreendente percebermos de quão pouco precisamos :-).

    O quiz não tinha nada a ver com nada, certo? Desculpem a ignorância mas é a primeira vez que venho ter a este blog. Curioso ver que várias pessoas deram menos altura ao Tom Cruise. Eu também pensava que ele tinha para aí uns 1,65m. As outras eram para meninos ;-).

    Parabéns pelo blog.

    • Inesperado.org 25 de Novembro de 2013 às 13:44 #

      Obrigado Ana :) Sim, há quem diga que o quiz é um nonsense, o que em si faz sentido ;)

  5. Vasco Gaspar 12 de Novembro de 2013 às 17:21 #

    Muito bom! :)

  6. PAF 18 de Janeiro de 2013 às 15:04 #

    Se não tocas piano, deita a tralha do piano fora!
    Mas recicla, recicla!

    Porque se eu deitar uma casca de banana simplesmente para fora, ela há de ficar no chão e não tarda irei escorregar, quiçá consequentemente, cair.
    E se eu meter no lixo? great… mas se eu souber reciclar a tralha dentro de mim, essa é a chave para realmente reaproveitar o que deito para fora.

  7. Nuno Branco 17 de Janeiro de 2013 às 16:42 #

    Caro João,
    embora não nos conhecemos, visito com regularidade o teu blog. E deixa-me dizer-te que aquilo que me impressiona é maneira simples e humorística com que tratas coisas sérias.

    EXCELENTE, este blog!

    um abraço,

    Nuno Branco

  8. João Delicado 16 de Janeiro de 2013 às 22:25 #

    Gostei especialmente da parte da ‘tralha interior’…
    Felizmente a memória vai mandando fora muitas memórias e vai fazendo a reciclagem das que guarda: dizem os especialistas que sem esse trabalho de ‘esquecimento’ ficaríamos loucos! E uma novidade de há relativamente pouco tempo foi conhecer pessoas que sofrem – para mim era inconcebível até as conhecer – sofrem por terem memória boa demais. Ou seja, lembram-se de muitas situações dolorosas que a minha memória, por exemplo, já seria incapaz de me recordar e incomodar…
    Por isso, as ‘tralhas interiores’ que nos dão mais trabalho ainda são aquelas em que precisamos de uma dose industrial de perdão, administrado durante meses ou anos, até limpar todos os vestígios de dor, raiva, etc.
    ‘Brigado pela reflexão, Johnny!

    PS – Ainda ontem estive com umas maltas que te conhecem! Esqueci-me de lhes pedir que te entregassem um abraço por isso segue por aqui! :)

    • Inesperado.org 22 de Janeiro de 2013 às 10:33 #

      Obrigado Delicado!
      Já me lembraram que este video parece uma evocação da Depuralina (acumular lixo dentro de nós). Mas não. (Ou talvez a um nivel insconsciente…)
      Either way, que venham as limpezas!

  9. Mariana 16 de Janeiro de 2013 às 1:14 #

    Falas, e bem, da capacidade de sermos desprendidos. E de nos focarmos no essencial. Quem me dera chegar, um dia, a essa limpeza de alma.
    Teres-te apercebido da importância dessas arrumações deixa-te um bom passo à frente. E contigo arrastaste-nos a todos!

    • Inesperado.org 22 de Janeiro de 2013 às 10:32 #

      Obrigado Mariana, mas por aqui não há grandes limpezas de alma.Só muita vontade de mais liberdade. Avancemos então :)

  10. Prima Pilar 15 de Janeiro de 2013 às 20:08 #

    Genial! Queremos mais deste género! Eu quero pelo menos… (Dei 1,65 ao Tom, coitado…)

  11. Ana Líbano Monteiro 15 de Janeiro de 2013 às 11:43 #

    MUITO BOM!!! Só acertei no 1143… achei q o Tom Cruise era mais baixo…

  12. Gui 15 de Janeiro de 2013 às 10:33 #

    Espetáculo de filme.
    Pena ser um quiz tão acessível.
    Ainda se perguntasses em que ano Javier Sottomayor bateu o record mundial do salto em altura e qual foi a sua marca. Aí sim, tínhamos quiz…

  13. Miguel Bandeira 15 de Janeiro de 2013 às 10:23 #

    Grandes risadas logo pela manhã! Teres um casaco do matrix em casa é muito bom eheh

    • Cristina 4 de Novembro de 2013 às 1:50 #

      E eu que pensei ‘Dass, não sou a única a guardar um casaco do matrix!’. :-)

Trackbacks/Pingbacks

  1. Less is More « Inesperado - 29 de Janeiro de 2013

    […] de lado e o que não podemos prescindir. (aqui entre nós, raramente nos livramos de tudo o que não precisamos…) Para simplificar uma frase, um projecto, uma relação, não se pode ignorar a […]

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s