Dinheiro II

23 Out

Há uma cena célebre no filme “Wall Street” de 2010, em que o personagem principal diz ao seu genro, depois de lhe roubar milhões de euros: “You see kid, there’s one thing you never understood. It’s not about the money. It’s about the game between people.

O mítico Gordon Gekko (Michael Douglas) com o seu fato milionário, o cabelo perfeitamente cortado, e num luxuoso escritório de Londres vai ao coração da coisa.


Se perguntássemos na rua a qualquer pessoa se ela queria um milhão de euros, toda a gente diria que sim. Mas ninguém quer um milhão de papeis com desenhos de monumentos que ninguém conhece.
As pessoas querem um milhão de euros, não pelo papel em si, mas pelo que representa para elas. Pelo que pode trazer.
Não é acerca da mansão gigante que posso comprar. É o que ela diz acerca de mim, e de como posso ser visto pelos outros.

“It’s about the game between the people”
Ou seja, o dinheiro traz consigo aceitação, admiração, reconhecimento, prestigio. Os olhares de tanta gente, os comentários, os elogios, a forma como isso me faz sentir. O acesso a sítios exclusivos, as simpatias e as portas abertas facilmente.
Todo o entusiasmo com o dinheiro vem de alguma forma de relação com pessoas.

E daí o dinheiro ser tão viciante: brinca com dinâmicas interiores grandes demais para serem pegadas à primeira. Não estamos a falar de uma vaca bravia que meia duzia de forcados pegam. Estamos a falar de um toiro mexicano de 600 quilos. Neste caso, o toiro é a aceitação dos outros, o reconhecimento, a segurança. O gostarem de nós. Tudo coisas que passamos a vida a lutar para ter. E o dinheirinho mexe muito com essas coisas todas.

“It’s about the game between the people”
A não ser que sejamos das poucas pessoas do mundo que vivem a partir de trocas…mais tarde ou mais cedo vamos ter dinheiro na carteira, e perceber como isso mexe connosco. E como isso altera a relação com as pessoas que nos rodeiam, e o que fazemos da vida.

O que dá pica é que isto de saber lidar com o dinheiro vai levar tempo. As responsabilidades ao longo da vida variam, por vezes estamos confortáveis, outras vezes com filhos para cuidar… Independentemente, o dinheiro está cá para ficar, e o que no final vai fazer a diferença é a forma como lidamos connosco mesmos. Porque no fundo nada disto tem a ver com dinheiro. É tudo acerca das pessoas.

5 Respostas to “Dinheiro II”

  1. iexpkrsjal@gmail.com 3 de Fevereiro de 2015 às 7:22 #

    Alles hat seine Zeit! Das ist in diesem Fall mein Motto.Ferbern ist eine Lieblose Art und weise ….
    Deb Dresses http://www.debs-dresses.com

  2. João Delicado 25 de Outubro de 2012 às 10:19 #

    Muito bem visto: “It’s about the game between the people”… que pode ser mais ‘umbilical’ (cada um dobrado sobre o seu umbigo) ou mais ‘horizontal’ (cada um com o horizonte aberto ao outro). É tudo sobre as nossas relações… sobre as sãs e as doentias. Sobre aquelas em que temos relações honestas e transparentes e reconhecemos os outros na sua dignidade – e as outras em que escondemos o nosso jogo e os outros nos são ‘transparentes’.

    Da mesma forma também se pode compreender – por exemplo – o escândalo de doping do Armstrong: “it’s not about cycling” – poderíamos dizer; “It’s about the game between the people”… e neste caso, o rapaz parece ter ficado cego com tanta vontade de ser o melhor…

    Diria mais. Diria que “it’s all about the ego”. Saibamo-lo ou não, esse ‘parasita’ vive dentro de nós. Se o conhecermos, podemos pô-lo no lugar; se não o conhecermos, põe-nos ele fora do nosso lugar!

  3. Conan O Homem Ra 23 de Outubro de 2012 às 9:32 #

    Ironico chegar ao fim do post e ter um pequeno anuncio. Sera mesmo acerca das pessoas? Ou o dinheiro em si foi motivacao para aderir ao Wordads?

    • Inesperado.org 23 de Outubro de 2012 às 10:38 #

      Caro Conan Homem Ra, obrigado pelo teu comentário mas estás enganado.

      Infelizmente o wordpress de vez em quando poe anuncios sem pedir autorização, sendo que para remover estes anuncios esporádicos, tem que se pagar 30 euros por ano.

      E pela tua reacção, isto não tem nada a ver com 30 euros por ano, mas com o facto de te sentires enganado. Again: acerca das pessoas.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dinheiro III « Inesperado - 30 de Outubro de 2012

    […] do filme Wall Street, do qual já falámos aqui, em que o que afastou este casal foi a falta de confiança entre eles, por causa do […]

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s