Estou frustrado!

2 Out

Não, não é uma carta de despedida do nosso país, ainda gosto muito dele. Não é um texto as-pessoas-não-valem-a-pena, ainda gosto muito delas. E não é um texto de a-minha-vida-não-faz-sentido,  também gosto muito dela.

O título é apenas um gancho para te agarrar pelos colarinhos, porreiro? (se tiveres sem paciência no final do post há um resumo, é a parte que diz “resumo do post para os preguiçoso”.)

Este artigo vai ser simples. Vai querer responder a duas perguntas, e não vai conseguir:
1. O que é a frustração?
2. Como se lida com ela?

1. O que é a frustração?
Frustração é a primeira folha do papel higiénico nunca sair bem, e quanto mais se puxa, mais sai rasgado em espirais diagonais mais finas.
Frustração é preparar a taça de cereais ao pequeno almoço, estar já sentado, e perceber que não há leite em casa.
Frustração é estar atrasado para uma festa, com gente “lá em baixo” à espera, e o nó da gravata não sai bem. (nem vai sair)
Frustração é enviar um sms rápido, e o auto correct do tlm, muda completamente o sentido da frase e já saiu a msg. Agora explicar, e voltar a escrever…

Frustração é querer explicar o que é uma coisa, e não ser capaz (como a pergunta aqui em cima).

Bora lá malta, na realidade a frustração vem das coisas não correrem exactamente como planeado. São ligeiros fracassos. São pequenos fiascos. Fiasquinhos vá lá.

2. Como se lida com a frustração?

Sei lá! Que irritante este tipo de perguntas…
(resposta de quem está frustrado)

Mas calma Artur, vamos lá ver algumas coisas:
a. Frustrações são amigas para nos rirmos de nós e dos nossos planos ridículos. Sim, os planos grandes de vida ou os pequeninos. Rirmos de querermos tudo à nossa maneira (porque não cereais sem leite? Ainda no outro dia conheci um rapaz que comia cerelac, sem nada. Sim, apenas o pó à colherada.)

b. Frustrações todos temos. Yey, estou-me a sentir muito melhor. Vou vestir um roupão e começar a correr de felicidade pela rua… (o que é correr de felicidade?).
A sério, mesmo a malta cheia de estilo, tipo George Clooney, também faz uma nódoa na toalha nova que pôs na mesa para o jantar de cerimónia. Mas sim, ele estala os dedos e aparecem 20 tailandesas para trocar a toalha e dar-lhe uma massagem ao mesmo tempo. Mas teve que estalar os dedos, que frustração. (Outra frustração: ser o George Clooney e dar jantares de cerimónia).

c. Dado que todos temos e vamos continuar a ter muitas frustrações, vou fazer uma consideração profunda (que vai acabar num site brasileiro, onde se descarregam power points com música clássica e fotografias de rosas, cascatas e fins de tarde):
Vai mais longe quem consegue lidar com muitas frustrações, do que quem tem tudo a correr como gostaria.

(raça de coisa, não teve impacto. Mas alguém ponha isto num power point sff)

d. TRANSPARÊNCIA. Ai, isto está em caps lock. (que frustrante…)
Gosto da ideia de admitirmos francamente que às vezes somos um fiasco. Que estamos frustrados. Que as coisas correm mal. Umas atrás das outras. No raio do fósforo que não acende, ou no autocarro que acabamos de perder. No trabalho quando levamos muitas criticas, ou em casa quando está tudo por arrumar. Ou o papel higiénico que está quase a acabar…

Ultimamente procuro usar mais essa expressão. Precisamente para me expressar melhor: “Estou um bocado frustrado com…” Acho isso fixe, e saudável.  E uma vez reconhecendo com transparência que ficamos frustrados, podemos arranjar um menu criativo de coisas que melhorem a nossa vida.

Resumo do post para os preguiçosos:
A frustração tem a ver com as coisas não correrem como planeado. Todos temos frustrações. Podem-nos fazer rir e podem ser um grande treino para nos tornarmos mais resilientes na vida. O essencial é sermos transparentes e sabermos dizer a nós e aos outros quando estamos frustrados.

Já acabei o artigo mas mesmo assim…Estou-me a sentir um bocado… ah é isso… frustrado!

9 Respostas to “Estou frustrado!”

  1. Marta Magalhães 19 de Fevereiro de 2014 às 17:02 #

    Adorei. Não me sinto frustada agora…. pelo contrário, super divertida por ter lido este post e percebido que às vezes (só às vezes ok?) sinto me frustada com criquisses! lol
    Obrigada. gostei muito.

  2. João Delicado 18 de Outubro de 2012 às 16:52 #

    Depois de ir correr de felicidade pelo parque Villa Doria Pamphili [sim, este detalhe é mesmo só para te provocar mais um poucochinho de frustração! :P], vim aqui saborear mais um pouco desta nascente de criatividade que corre por este blogue.
    Os exemplos de frustração estão ótimos!
    Abraço Jonnhy!

    • Inesperado.org 23 de Outubro de 2012 às 9:04 #

      Saudades da Doria Pamphili… bom jogging fiz aí :) O que por sinal ajudava a libertar das frustrações ;)

  3. Pureza Leitão 2 de Outubro de 2012 às 18:27 #

    Mais um post fantastico :)
    Eu enquanto artista- pintora, se há sentimento que ataca muitas muitas vezes é esse mesmo… frustração.
    Frustração ao ponto de rasgar uma tela a meio da pintura.
    É lixado.
    É a morte de uma expectativa e o nascer de uma desilusão.
    Anyway.. de facto há que saber contrariar o sentimento, shake it off, talvez uns murros numa almofada e here we go again.
    Baixar os braços é que não convém.

    Parabéns mais uma vez.

  4. Zé Figueiredo 2 de Outubro de 2012 às 16:57 #

    A minha única grande frustração, é não ter um blog como o teu, João Valentim. Mas imagino que nem todos possam ser génios… pronto já fui transparente!

  5. Anónimo 2 de Outubro de 2012 às 15:42 #

    tira a publicidade. com ela fica um site igual aos outros todos e nao é aquela coisa só tua em que conseguiste tornar este blog

    • Inesperado.org 2 de Outubro de 2012 às 16:47 #

      Ola anónimo!
      Obrigado pelo teu comentário! Não sabia que tinha anuncio, só agora vi, e percebi que infelizmente o wordpress de vez em quando faz isto sem autorização, e para remover estes anuncios esporádicos, tem que se pagar 30 euros por ano…

      Sorry pela chatice. Como é eu me estou a sentir perguntas tu?
      Frustrado.

      • Anónimo 10 de Outubro de 2012 às 17:17 #

        só mesmo tu. é pena, porque és o MAIOR!

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s