A despedida do inesperado

6 Jun

A despedida do inesperado.org
Queridos amigos leitores,

A vida surpreende sempre.
Todos os dias acontecem coisas que não esperávamos, coisas que levam a vida para onde não imaginávamos. E ainda bem que assim é.
Acontece que assim, depois de 111 artigos, o inesperado despede-se.

Tal como um dia começou esta história, também hoje termina.
Termina a história que começou com um simples desejo. Um desejo de olhar a vida de forma diferente, com mais esperança e com mais alegria. E esse desejo não parou até se tornar realidade. Uma realidade que cresceu semana a semana, artigo a artigo, palavra a palavra. Que cresceu porque tanta gente diferente se juntou ao caminho.

Pessoas que criticaram e pessoas que elogiaram. Pessoas a quem alguma ideia interessou, irritou ou cativou. Pessoas que não ficaram indiferentes.
E se isso aconteceu… foi porque os últimos anos foram passados à procura de respostas.
O que fazer com as surpresas da vida? Como lidar com a dor que vem ter connosco? Como viver melhor?

Com fragilidade e determinação, tornou-se obrigatório levar a sério estas perguntas. Perguntas que nunca deram tréguas.
E assim foi. Semana a semana, fizémos caminho juntos. Um caminho longo e difícil. Um caminho com muito cansaço, muitas dúvidas, muitas dificuldades. Mas que valeu a pena.
Tornou-se e torna-se claro que há apenas um caminho que vale a pena: manter a esperança acesa em nós, e nos outros. De mil maneiras diferentes, em mil dias diferentes.
Acreditar que todos as surpresas e que todos os imprevistos são uma porta para uma vida nova. Uma vida melhor.

O desejo de olhar a vida de forma diferente, com mais esperança e com mais alegria mantém-se aceso. Mas hoje, segue outros rumos.
Queridos amigos, que nunca nos falte a confiança, que nunca nos falte a esperança, que nunca nos falte o amor.

Um obrigado sentido a todos os fiéis leitores, que sempre inspiraram a escrever melhor, a pensar melhor, a viver melhor.
Com confiança que nos veremos de novo em breve…

Um abraço com muita gratidão e alegria,
O inesperado

84 Respostas to “A despedida do inesperado”

  1. Ana santos 16 de Agosto de 2016 às 22:06 #

    Volte!você é um lider!

  2. Rosana 8 de Agosto de 2016 às 1:01 #

    Que Pena que chegou ao fim! Descobri o Inesperado recentemente. Tem pontos de vista bem interessantes, reais, sinceros. As vezes engraçados. Bem legais.
    Obrigada e vê se volta.
    Sorte aí em seus caminhos.
    Rosana

  3. Anónimo 5 de Janeiro de 2016 às 10:49 #

    Já Chega! Volta ai

  4. Abigail Oliveira 17 de Outubro de 2014 às 23:54 #

    Descobri hoje este blogue e pela primeira vez na vida li mais do que um artigo no mesmo blogue e por querer mais e mais descubro que parou… :(
    Só tenho a dizer que o que escreve escreve bem, dá que pensar e motiva.. podia dizer para não parar mas já vou muito tarde… por isso dou apenas os Parabéns pelo excelente trabalho que aqui tem, com a esperança de poder vir a ter oportunidade de apreciar mais leituras destas. :)

  5. Maria Loureiro 6 de Agosto de 2014 às 17:35 #

    Obrigada pelos seus artigos, que nos fazem repensar a nossa vida e a maneira de a encarar.

    Espero que a despedida seja só durante as férias.

    Continue esta ou outra página!

    Até breve.

  6. Ana Gomes 25 de Julho de 2014 às 18:23 #

    tenho saudades deste blog!

  7. Anónimo 27 de Junho de 2014 às 16:57 #

    Fica

  8. Inesperado.org 18 de Junho de 2014 às 9:36 #

    Caros amigos,

    É uma alegria ler tantas mensagens de encorajamento e de apoio. É bom saber que o inesperado vai chegando de forma imprevisivel a tantas vidas diferentes.

    Um Obrigado grande e sentido por estas mensagens.

    Até breve (que inesperadamente poderá acontecer…)

  9. João Delicado 16 de Junho de 2014 às 20:55 #

    Aqui fica um abraço forte, à espera da próxima oportunidade para o fazer ao vivo! Obrigado por esta tua entrega e pelas próximas que virão!

  10. SimplyInside 16 de Junho de 2014 às 13:23 #

    O inesperado chega e segue quando menos se espera… e a vida é mesmo assim. As despedidas são um mero até já, algures por aí!
    Façam o favor de continuar a ser Felizes e a marcar a diferença na vida de quem se cruze convosco (juntos ou separados, na web ou no mundo real). Estou muito grata por vos ter conhecido e pelo privilégio que foi poder ser inspirada por vocês e refletir convosco.
    Um bem haja a todos.

  11. Anónimo 13 de Junho de 2014 às 9:57 #

    Ainda bem que pude aproveitar este tempo que passou.
    Resta-me agradecer as boas reflexões que me foram sendo muito úteis.
    Muito obrigada por partilharem estes textos connosco.
    Que tudo corra bem e que continuem a levar alegria a outros.

  12. Anónimo 11 de Junho de 2014 às 15:15 #

    NÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO !

  13. Anónimo 11 de Junho de 2014 às 15:12 #

    Nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  14. isamarnovais 11 de Junho de 2014 às 14:56 #

    Adeus?!?! Como Adeus? Porquê?? Até para a semana? Até para o mês? Até já! :)

  15. AL 10 de Junho de 2014 às 1:11 #

    Tenho imensa pena! Adorei ler os vossos artigos.
    Certamente terão um futuro brilhante e o melhor que a vida pode dar.

    Uma inspiração!

    um boa sorte,

    Até breve.

  16. Maria 9 de Junho de 2014 às 16:12 #

    Que pena! Estava a ajudar tantas pessoas! Quantas vezes eu reencaminhei, quantas vezes eu recebi notícias de pessoas a quem estes textos tanto ajudavam. E agora?????

  17. R.S 9 de Junho de 2014 às 14:09 #

    Agradeço o facto de teres, ou terem, partilhado tantas histórias, tantos pensamentos, enfim uma série de textos que se tornaram o ponto mais alto da semana.
    Quero agradecer o facto de me terem deixado dizer o quanto gostava de alguém.
    Até sempre, permaneceram eternamente estes textos que deixaram.

    Um futuro magnifico certamente aguarda-vos :)

  18. innovsamurai 9 de Junho de 2014 às 12:08 #

    Olá João, Obrigado pela obra! Porque não mensal? Um forte abraço, Paulo

  19. Ana Martinho 9 de Junho de 2014 às 10:32 #

    Obrigada por este trajecto! =)

  20. S 9 de Junho de 2014 às 10:28 #

    Tenho pena mas a vida é feita de mudanças e opções. Obrigada pelos textos e inspiração.

  21. Anónimo 9 de Junho de 2014 às 9:44 #

    Obrigada por toda a inspiração às segundas-feira!

  22. Ana Margarida 9 de Junho de 2014 às 1:23 #

    obrigada obrigada
    que esse novo caminho seja pleno
    desejo tudo de bom.
    a marca do “inesperado” fica aqui comigo, e sei que vou ter saudades
    mais uma vez obrigada!
    abraços, amor e paz

  23. Anónimo 9 de Junho de 2014 às 0:34 #

    Porquê???? Estes artigos alimentavam-me a alma!

  24. Helena Figueiredo 7 de Junho de 2014 às 11:51 #

    Como????? Mas eu ainda agora vos conheci!!!
    Não pode ser.
    Isto foi totalmente inesperado.

    Obrigada

  25. Eduarda Rodrigues 7 de Junho de 2014 às 11:14 #

    É com tristeza que recebo esta newsletter de despedida porque adorava os vossos artigos!
    Espero que os novos voos que vos esperam sejam de igual ou superior qualidade!

    Muito sucesso!!
    Sorrisos, Eduarda Rodrigues

    Enviado do meu iPad

    No dia 06/06/2014, às 11:41, “Inesperado” escreveu:

    >
    >

  26. Helena Santos 7 de Junho de 2014 às 10:13 #

    Vou ter saudades de ler os artigos inteligentes. Escritos duma forma pratica e honesta, alguns sem véus, alguns sem doçura, outros que bebia cada letra, outros que não concordava tanto, mas que sempre me surpreenderam , alertaram e mostraram como simples é a vida e como nós teimamos em complicá-la.
    A vida vai seguir da mesma forma, dirá o Inesperado. E vai, mas nunca mais vai ser a mesma coisa :-)
    Desejo muito ler- vos de novo, aprender convosco, concordar ou discordar, por isso… Até já !!!
    E sejam felizes :-)

  27. Cláudia Fialho 6 de Junho de 2014 às 23:58 #

    Obrigada por todas as partilhas e por esta tão inspirada despedida. De facto, foi bastante inesperada! Mas fico feliz, porque esta mudança só pode trazer algo de melhor para quem se despede desta forma. Parabéns e obrigada pela iniciativa e por todos os artigos. Votos de muitas felicidades e de sucesso no novo rumo!

  28. Sara Castro 6 de Junho de 2014 às 22:20 #

    Obrigada eu… motivante e um abrir de olhos todos os vossos textos.
    Obrigada

  29. Maria Jose Oliveira Santos 6 de Junho de 2014 às 21:32 #

    Valeu a pena. Revi-me muitas vezes nessas palavras e levaram-me outras tantas a reflectir. Pena que não continue.
    Porque não junta estes 111 dias em livro?

  30. sonia 6 de Junho de 2014 às 18:14 #

    NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  31. Susana 6 de Junho de 2014 às 17:47 #

    Estou em choque!
    Era sempre com ansiedade que abria o mail à 3.ª feira!
    E tratava de o reencaminhar para quem o pudesse saborear, ponderar e aprender com todos os ensinamentos!
    Não há volta atrás?
    Pleeeeeeeease!

  32. amelia marcelo 6 de Junho de 2014 às 17:44 #

    Inesperado/a: tenho pena e quando voltar, diga qualquer coisinha. bj …

    Enviado do Correio do Windows

    De: Inesperado
    Enviada: ‎sexta-feira‎, ‎6‎ de ‎junho‎ de ‎2014 ‎11‎:‎41
    Para: amelia_marcelo@hotmail.com

    WordPress.com
    Inesperado.org posted: ” Queridos amigos leitores, A vida surpreende sempre. Todos os dias acontecem coisas que não esperávamos, coisas que levam a vida para onde não imaginávamos. E ainda bem que assim é. Acontece que assim, depois de 111 artigos, o inesperado despede-se.”

  33. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 16:59 #

    Só recentemente comecei a ler os vossos artigos, que achei sempre muito interessantes e pertinentes. O meu obrigada, e desejo os maiores sucessos nesta nova etapa

  34. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 16:47 #

    Recebi o ultimo artigo com imensa surpresa e muita pena… Mas Mister, consegues sempre ser Inesperado. Obrigada pelas partilhas inspiradoras que fizeste ao longo deste tempo. Grande Beijinho e Parabéns, mmg

  35. Sandra 6 de Junho de 2014 às 16:22 #

    Que pena :-(

  36. Luís M. Gagliardini Graça 6 de Junho de 2014 às 15:50 #

    Como professor de Ética e Desenvolvimento Pessoal, partilhei alguns dos seus artigos, quer no meu FB, como também no meu blogue http://www.eticosfera.blogspot.pt.
    Deixa-me saudade, porque a saudade é a memória da Alma!
    Um abraço e até sempre

  37. Amlet BD 6 de Junho de 2014 às 15:36 #

    oh…., que inesperado… Grata equipa do inesperado! Estou sem palavras…Encontrei-vos há pouco tempo e foi tão bom!!!…

  38. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 14:50 #

    Será possível criar uma comunidade dos seguidores do Inesperado? Onde debatêssemos alguns temas, como um seguimento do que este fenómeno inesperado nos ensinou/habituou tão bem nestes 111 artigos. Quem está interessado?

    Muito Obrigada Inesperado! Esperamos pelo regresso.

  39. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 14:48 #

    OHHHH . aceito o que a vida traz e foi muito bom ter trazido o inesperado um dia . muito obrigado por terem estado, estarem .até sempre

  40. Smile 6 de Junho de 2014 às 14:34 #

    Ohhh… Tenho muita pena.
    Não sei porquê, os vossos pensamentos passaram a fazer parte da minha vida, e o inicio da semana tornou-se mais emocionante… Li, re-li, partilhei e só sei que vou sentir muita falta, mas a vida é assim… Nada´e nosso, nada é para sempre… Desejo-Te/Vos muito Sucesso nos próximos desafios e espero que voltem… um dia…
    (Paula Sampaio)

  41. Teresa 6 de Junho de 2014 às 14:10 #

    Oh que pena !
    Muito obrigado pelo nova maneira de olhar a vida que me ensinava todas as terças feiras ! Muito obrigado pelo enorme esforço para que saísse um artigo tão bom TODAS as terças feiras …
    Adorei este blog e acho que faz falta …. a muitos de nós !
    Veja se pode voltar, ok ?
    Um grande beijinho

  42. Alberto 6 de Junho de 2014 às 14:07 #

    É com pena que recebo esta notícia, mas a vida é assim. Nada é eterno. Ficam as memórias dos momentos prazeirozos, uteis, esclarecedores, dolorosos, catárticos,,, que se usufruíram com a leitura das vossas reflexões. Fiquem bem, muito sucesso, saúde e amor.

  43. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 14:06 #

    A primeira coisa que vos quero dizer é:Obrigada por todos os artigos! A segunda é: Não acabem por favor!! Arranjem outra forma de funcionamento, não sei, mas não deixem de partilhar estes artigos tão esclarecedores e tão importantes para milhares de pessoas que vos seguem.
    Fica o meu testemunho para perceberem a importância que têm: Sou terapeuta e trabalho numa unidade de psiquiatria nas minhas sessões já utilizei os vossos artigos por diversas vezes, através das vossas ideias e da clarividência com que as apresentam, fazemos debates tão interessantes e tão profundos sobre a vida. Bem! Se vocês assistissem aos discursos, despoletados pelos vossos artigos, de algumas pessoas com doença psiquiátrica, perceberiam a importância dos mesmos!

    Não acabem por favor!

  44. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 14:05 #

    OOhhhhh!!!
    Que continuem Inesperados por onde andarem :)
    Nada é permanente…
    Marília Mendes

  45. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 12:54 #

    Por favor, não se vão embora.
    Fazem falta aqui.

    Cumprimentos
    Carlos Martins

  46. Jorge Lima 6 de Junho de 2014 às 12:46 #

    Olá!

    Já muito foi dito nas linhas que foram escritas antes destas. Uma ideia fica: comungamos todos do mesmo sentimento. Mas é como dizem: “A vida surpreende sempre.” É a vida na sua plenitude.
    Um grande bem haja por todos os “Inesperados” que povoaram os nossos dias…
    Deixo um abraço forte de amizade e carregado das maiores felicidades. E…

    Que o caminho seja brando a teus pés,
    o vento sopre leve em teus ombros.
    Que o sol brilhe cálido sobre tua face,
    as chuvas caiam serenas em teus campos.
    E até que eu de novo te veja,
    Deus te guarde na palma de sua mão.

  47. André Moreira 6 de Junho de 2014 às 12:35 #

    Este foi o artigo mais inesperado que escreveste, mas sempre com a qualidade de todos os outros.
    Cá esperamos pela volta.

  48. Maria João Ferreira 6 de Junho de 2014 às 12:31 #

    E eis que o inesperado acontece :) obrigada pela vossa ajuda. Espero que continuem aqui para que possa recorrer a ela sempre que precisar.

  49. Susana Silva 6 de Junho de 2014 às 12:24 #

    Estou muito grata pela vossa partilha e agora é o momento de olhar em frente e seguir…Apenas sei que onde estiver “o inesperado” eu estarei por perto porque sempre acontece algo quando menos esperamos e continuamos todos a ter isso em comum…Qualquer que seja o vosso caminho hoje, sigam adiante…estará sempre alguem à vossa espera…Até breve!

  50. luis Lopes 6 de Junho de 2014 às 11:55 #

    O “Inesperado” fez o óbvio ,acabou/suspendeu mas,termina com uma Lição que fala de Alegria e de Amor,isso é Esperança ,gostei. Obrigado e até breve.

  51. Célia Duarte 6 de Junho de 2014 às 11:54 #

    Lamento sinceramente o fim do Inesperado. Só espero que seja porque a vida trouxe algo de inesperado, mas muito positivo. Tem-me feito muita companhia nos últimos tempos, e tem sido muito boa a reflexão que tem provocado. Espero que os artigos existentes se mantenham ativos, porque ainda não li nem uma centésima parte e quero ler todos. Votos de felicidades. Célia Duarte

  52. Cristina 6 de Junho de 2014 às 11:51 #

  53. Nuno Justiniano 6 de Junho de 2014 às 11:45 #

    Desejos das maiores felicidades na nova etapa e parabéns pela qualidade de e na escrita.

    Cumprimentos,

    Nuno Justiniano

  54. Isa 6 de Junho de 2014 às 11:44 #

    Que pena!!!!!!!!! Isso é mesmo inesperado. obrigada por tudo!

  55. Rui Tonel 6 de Junho de 2014 às 11:44 #

    ☺
    Um post deveras Inesperado…
    Os hábitos criam raízes! Assim crescem as árvores, com força e determinação.
    Como os acordares, no dia a dia. Para as coisas fazerem mais sentido.
    Parabéns, “Inesperado”! Gostei muito de te ler e sentir. Muito mesmo. E tenho pena de te ver partir.
    Acredito que voltes!!
    Não me esquecerei de ti. Não te esqueças de mim, no teu regresso.
    A Vida é para ser vivida.
    Porque…’Há Sempre um Sol’.
    Rui

  56. Teresa galrao 6 de Junho de 2014 às 11:40 #

    Não imagino as 3fs sem o V/ artigo:(
    Como ter acesso a todos?
    Obrigada

  57. Bruno Coimbra 6 de Junho de 2014 às 11:38 #

    Obrigado pelas vossas partilhas. Foram tantas vezes inspiradoras! Um forte abraço!

  58. Vasco Gaspar 6 de Junho de 2014 às 11:33 #

    Muito obrigado grande Valentão! Forte abraço e felicidades para as próximas aventuras!

  59. Isabel Sousa 6 de Junho de 2014 às 11:31 #

    Acompanho os artigos do Inesperado só muito recentemente, mas já estava habituada… fica água na boca…
    De qualquer forma compreendo que a vida é mesmo assim. Chega o dia em que temos que seguir outros caminhos. Felicidades!

  60. Ana Sousa 6 de Junho de 2014 às 11:30 #

    Oh! Namastê _/\_

  61. ana marques 6 de Junho de 2014 às 11:25 #

    Caramba que grande puxão de tapete…adoro a escrita, amo os textos e as reflexões! Nunca escrevi nada, nunca me auto denunciei, mas sempre acompanhei de uma forma solitária! é maravilhoso as sensações que provocam a quem vos lê!
    Com toda a certeza deixaram a vossa contribuição na construção do meu ser…
    Adoro-vos e “Queridos amigos, que nunca nos falte a confiança, que nunca nos falte a esperança, que nunca nos falte o amor.”
    Bjs

  62. Francisco 6 de Junho de 2014 às 11:21 #

    Estava aqui instalado com as terças-feiras garantidas de inesperado e hoje, sem mais, zás, acabou-se a papa doce.
    Tenho muito gosto em dizer obrigado, pelos temas interessantes e a maneira criativa e inspiradora de os apresentar (vídeos imperdíveis!).
    Quanto ao mais, faz-se caminho a andar…

  63. Margarida 6 de Junho de 2014 às 11:18 #

    Conheci há pouco o Inesperado. Mas quando li a 1ª vez um texto, foi “Amor á primeira vista”. Desde então, todas as terças são esperadas com alguma ansiedade para ler o “tal” texto tão esperado. Agora, quando abri a caixa de correio e vi o email do Inesperado pensei: “Brindaram-nos com um texto extra esta semana!”, mas não. O desalento foi algum. Espero que sejam só umas férias, e que depois de descansar, o Inesperado volte ao trabalho.
    Parabéns por todos os textos. Volte rápido!

  64. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 11:14 #

    Gostei mesmo mto de acompanhar este blog que segui atentamente todas as semanas!
    Nunca me manifestei mto em comentários, pois não é bem esse o meu feitio… mas hoje também o inesperado acontece comigo e não posso deixar de agradecer as ideias, as respostas e a perguntas que nos deixou ao longo deste tempo…
    Muito obrigada e felicidades para o novo caminho!

  65. maria mundo 6 de Junho de 2014 às 11:14 #

    Pois… por esta notícia não esperava eu.
    Faltam-me as palavras.
    Já li os diversos comentários que me tocaram imenso.
    A vida tem destas coisas “coisas que levam a vida para onde não imaginávamos”.
    Não sei se devo dizer “vocês” ou “tu”, mas a verdade é que o Inesperado fez toda a diferença na vida de muito boa gente, incluindo na minha. A comprovar isso estão todos os comentários recebidos. Muito mais poderia dizer, mas as palavras ficarão sempre aquém do meu sentir.

    Bem-hajam por fazerem a diferença, por nos ajudarem a pensar no muito que muito vezes não queremos pensar porque pensamos que estamos sózinhos nesse mesmo sentir. OBRIGADA do fundo do coração!
    E sim, “que nunca nos falte a confiança, que nunca nos falte a esperança, que nunca nos falte o amor”
    Em tom de presente deixo-vos ficar esta prece que dizem ser Celta e que tão bem exprime o meu sentir neste momento para TODOS NÓS.
    Abraço do tamanho do mundo e tudo de bom
    ♡ ♡ ♡
    Que o teu viver seja abençoado (Prece Celta)

    Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalente ódio.
    Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.
    Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.

    Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.
    Que a musica seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.

    Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo.

    Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer.
    Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz.

    Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.

    Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins.

    Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.

    Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno.

    Que um suave acalento te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver.

    Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável!

    Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e a tua passagem pela vida, sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome. Aquele amor que não se explica, só se sente.

    Que esse amor seja o teu acalento secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.
    Que a estrada se abra à sua frente.

    Que o vento sopre levemente às tuas costas.

    Que o sol brilhe morno e suave na tua face.

    Que respondas ao chamado do teu Dom e encontres a coragem para seguir-lhe o caminho.
    Que a chama da raiva te liberte da falsidade.

    Que o ardor do coração mantenha a tua presença flamejante e que a ansiedade jamais te ronde.
    Que a tua dignidade exterior reflita uma dignidade interior da alma.
    Que tenhas vagar para celebrar os milagres silenciosos que não buscam atenção.

    Que sejas consolado na simetria secreta da tua alma.
    Que sintas cada dia como uma dádiva sagrada tecida em torno do cerne do assombro.
    Que a chuva caía de mansinho em teus campos…

    E, até que nos encontremos de novo…
    Que os Deuses te guardem na palma das Suas mãos.
    Que despertes para o mistério de estar aqui e compreendas a silenciosa imensidão da tua presença.

    Que tenhas alegria e paz no templo dos teus sentidos.
    Que recebas grande encorajamento quando novas fronteiras acenam.
    Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração, e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora.
    Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres.

    Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz!
    ♡ ♡ ♡

  66. VulpesVulpes 6 de Junho de 2014 às 11:09 #

    É com muita pena que recebo esta notícia… já tinha estranhado que o post não tivesse chegado ainda, mas jamais me passaria pela cabeça que isso era prenúncio de fim =/
    Muito obrigada por todos os artigos! Muitas felicidades para os caminhos a percorrer!

  67. Maria da Luz 6 de Junho de 2014 às 11:08 #

    Bem Haja pela sua dedicação e pelo seu trabalho.
    Paz, Alegria e Harmonia.

  68. Su 6 de Junho de 2014 às 10:59 #

    Assim? Tão inesperadamente? Claro! ;)
    Good luck on your next adventure and thank you 4 everything.

  69. Sónia 6 de Junho de 2014 às 10:57 #

    Apanharam-me de surpresa… Todos os artigos que publicaram fizeram-me sempre sentido. E agora, já não posso esperar até à próxima 3ª feira… Desejo-vos muitas felicidades. Obrigado por tudo.

  70. Ana Catarina Mendes 6 de Junho de 2014 às 10:57 #

    Olá Inesperado!

    Fogo, como se já não bastasse o dia estar cinzento e deprimido ainda recebo uma notícia triste como esta :( bolas bolas bolas!!

    Enfim… De qualquer forma, mesmo sem as vossas doses semanais de inspiração, vou continuar a ser uma fiel seguidora e a espalhar por aí as vossas filosofias e ideias revigorantes!

    Um grande e sincero obrigado por todo o tempo que nos dedicaram e por tudo o que nos ensinaram! O caminho é difícil, mas vale a pena. Agora mais do que nunca sei que a vida é linda desde que saibamos vê-la do ângulo certo. Obrigada por me darem esse ângulo.

    Até sempre, Inesperado :)

    Ana Mendes

    No dia 06/06/2014, às 11:40, “Inesperado” escreveu:

    >
    >

  71. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 10:56 #

    Tenho pena que tenham que ir. Obrigada por todos os artigos inspiradores que nos iluminaram todas as terças. Desejo-vos muita sorte e felicidades. Um adeus não cabe aqui… direi apenas um Até já!

  72. Rita 6 de Junho de 2014 às 10:54 #

    oh… era um dos melhores momentos da minha terça feira.
    Espero que seja só um “até breve” e desejo-vos as maiores felicidades.
    Rita

  73. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 10:54 #

    Caro Inesperado,

    Foi com total surpresa que recebi o vosso email de despedida, mas este é o vosso cunho pessoal, ser inesperados…

    Tenho a maior pena de deixar de ser surpreendida todas as terças feiras com os vossos posts, mas fico muito grata por poder tê-lo sido até agora.

    Um abraço e a minha sincera gratidão pelo tanto que me deram.

    Até sempre,

    Maria Pedro Nogueira

  74. Madalena Ramos 6 de Junho de 2014 às 10:53 #

    Oh…. Tenho muita pena. Era com muito gosto que lia os vosso artigos. Vou sentir falta. Muitas felicidades

  75. Inesperada 6 de Junho de 2014 às 10:53 #

    É com muita tristeza que me despeço de vós!
    Tudo de bom!

  76. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 10:53 #

    Grata por tudo! Por todas as palavras, mensagens, partilha, confidencias, amor.
    Em silencio segui e agradeço!!!

    E hoje começo eu um novo inicio :)

    O decorrer de um sonho.

    Grata, grata, grata!

    E sorte, abundancia, beleza e amor

  77. Violante Nunes 6 de Junho de 2014 às 10:50 #

    Recebi a noticia com muita pena! Gostava de ler os desabafos às vezes tão sentidos e partilhados espero poder voltar a partilar da companhia tão queria

  78. Solange Burri 6 de Junho de 2014 às 10:50 #

    Todas as 3ª feiras, logo pela madrugada, espreitava o meu email, já deitada, e acolhia a chegada de mais um fantástico artigo, o único da semana, e por isso tão especial…e absorvido!
    A V/ presença na minha vida foi de um valor inestimável, provocando-me incessantemente, em cada ação, em cada barreira.
    Reconheço, positiva, a necessidade de mudar constantemente de rumo, na procura de paragens mais aliciantes, que saciem nosso ser em crescimento. Mas eu também estou a crescer e quero ir atrás…Onde vais Inesperado, onde te instalas agora? Dá notícias, esperarei por ti, quero ficar por perto.
    As despedidas, se quisermos, não acontecem. Apenas o que amamos muda de lugar. Fico por perto, vigilante, esperando tuas noticias, teu sinal, tua ascensão. Eu, lentamente, sigo atrás, nas pegadas que me iluminaste…
    Bem-hajas Inesperado. Conforta tua dor, nesta hora decisiva, com a certeza que muitas sementes plantaste, à frente, olha para a frente, estão as flores!
    Brindaremos, então, e em uníssono, à Vida, que somos nós!
    Schuack <3

    • FV 6 de Junho de 2014 às 11:02 #

      Lindas palavras e não podiam exprimir melhor o sentimento ao perceber que estes artigos deixarão de fazer parte da minha rotina…

    • Sepúlveda da Fonseca - MPP 7 de Junho de 2014 às 13:53 #

      Subscrevo o que diz esta leitora, com excepção da adopção do (des)acordo ortográfico: “em cada aCção, em cada …”
      Agora que me estava a habituar a ter-vos como inspiração semanal, e que recomendei a diversas pessoas para o fazerem!
      Espero, sinceramente, que voltem em breve. Este mundo está demasiado materialista para podermos prescindir de pensamentos e considerações que, sem qualquer trabalho nem custo, nos entram pela porta adentro, contrapondo com a miséria televisiva que também nos entra pela porta.
      Espero o vosso retorno, tão breve quanto possível e que as razões que levam a esta interrupção, não sejam negativas mas sim, voos positivos. Caso sejam negativos, contem comigo para o que possam precisar.
      Até breve!

  79. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 10:46 #

    Tenho muita pena de deixar de ter a vossa companhia sempre tão estimulante e encorajadora. Fiquem bem

  80. Marta Magalhães 6 de Junho de 2014 às 10:44 #

    what???????? e agora? obrigada pelas ideias, opiniões e dicas, adorei ler todas as terças os vossos artigos. até breve.

  81. Anónimo 6 de Junho de 2014 às 10:43 #

    Não façam uma coisa dessas… Não imaginam a felicidade que me dão todas as terças feiras de madrugada!

    Continuem por favor a alimentar as almas dos Vossos seguidores!

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s