Quanto mais custar, melhor

Sabem quando estamos numa loja a ver produtos e pensamos que quanto mais custam, melhor devem ser?

Da mesma forma, também por vezes achamos que quanto mais nos custa fazer alguma tarefa, mais mérito tem.

Por um lado podemos achar que o que tem valor é o que custa, e facilmente damos prioridade exagerada ao mais difícil, mantendo uma atitude de sacrifício, como se isso tivesse em si mais mérito. Por outro lado, não podemos fazer apenas o que não custa, o que é fácil e dá prazer, porque rapidamente acabaríamos babados no chão sufocados entre pipocas e porcarias.

Por isso é importante termos disciplina e conseguirmos fazer coisas difíceis. Mas o critério para escolher o que devemos fazer não é o que custa mais, nem o que é mais difícil. É antes fazer o que é bom. E melhor ainda que isso, é ter prazer no bem que fazemos.

Da próxima vez que tenhamos a inclinação de fazer apenas o que mais custa, lembremo-nos do que nos dizia Aristóteles: o bem mais elevado é feito com prazer.

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s